Bonsais – processo de transplante

14 Fevereiro 2022

Sendo o bonsai uma árvore que vive num pequeno vaso, a operação de transplante é vital para que, com o passar do tempo, continue a crescer de foram saudável. Por ser uma técnica delicada e muito metódica, é aconselhável que o processo de transplante seja realizado por profissionais. O Centro de Jardinagem Bonsais de Campolide assegura a realização deste serviço, que respeita as etapas que se seguem.

Acessórios

• Tesoura apropriada

• Mangueira com jacto de água

• Arame e alicates apropriados

• Terra apropriada

• Chopstick

• Vaso novo (opcional)

• Regador de ralos finos

• Vitaminas apropriadas

etapa 1

Poda de formação. Deve eliminar-se cerca de 90%
da folhagem para garantir um maior equilíbrio entre a copa e as raízes;

etapa 2

Retirar os arames que prendem a árvore ao vaso;

etapa 3

Com o arame novo, preparar as “orelhas” que serão presas à rede de drenagem e depois afixadas aos orifícios de drenagem no fundo do vaso. Este procedimento evita que se perda terra e assegura uma drenagem adequada.

etapa 4

Retirar o bonsai do vaso. O vaso deve ser preparado rapidamente de forma que as raízes estejam o mínimo tempo possível expostas ao ar. Deve remover-se o solo e as “orelhas” antigas;

etapa 5

Afixar as novas “orelhas” aos furos de drenagem. Em seguida, passam-se novos arames pelos mesmos furos, o que permitirá fixar a árvore ao vaso e facilitar o seu enraizamento;

etapa 6

Nos primeiros dois transplantes aconselhamos a compra de um novo vaso. Caso opte por manter o vaso anterior (se considerar que as raízes ainda têm espaço para crescer), não se esqueça de o lavar muito bem para eliminar todos os vestígios de terra antiga;

etapa 7

Cobrir o fundo do vaso com a terra indicada para o processo de transplante;

etapa 8

Retirar os arames que conduzem o crescimento da árvore (colocados no último transplante) e lavar muito bem as raízes com um jacto de água para eliminar por completo a terra antiga;

etapa 9

As raízes são separadas e esticadas. Cortam-se as raízes grossas, mortas e danificadas;

etapa 10

Colocar o bonsai novamente no vaso. Com a ajuda dos arames (colocados na etapa 4), prende-se bem a árvore junto das raízes mais fortes. Este trabalho deve ser realizado cuidadosamente de modo a não estrangular as raízes mais finas. Depois de bem preso, junta-se a restante terra de forma a cobrir muito bem as raízes.

etapa 11

Em ligeiros movimentos, a utilização do chopstick vai evitar que se criem bolsas de ar entre as raízes. Juntar mais um pouco de terra e pressionar;

etapa 12

Regar de preferência com um regador de ralos finos, para que a água se infiltre de forma uniforme na terra, até que a água saia limpa pelos furos de drenagem.

A frequência do transplante do bonsai varia em função das espécies e da idade da árvore,sendo que, em média, deverá ser realizado de dois em dois anos.
Após a operação de transplante, deve fazer-se um reforço vitamínico
pelo menos uma vez por semana, durante um mês e meio, o que irá facilitar a produção de novas raízes.

Acessórios

Tesoura pega grande
Arame
Terra Bonsai Folhosas (1,5l)
Regador de ralos finos

Bonsais Transplante TransplanteBonsais tecnicatransplante tecnicametodica acessoriosBonsais HortodoCampoGrande BonsaisdeCampolide serviços HotelBonsais TratamentoBonsais Arame Resoura Terrabonsais RegadorRalosfinos raizes orelhasarame vasobonsai chopstick alicate mangueirajactodeagua vitaminas bonsaifolhosas furosdrenagem